Aprenda o que é e como encontrar minérios preciosos.

Minério é um agregado de minerais ou elemento químico que possui um valor econômico agregado, podendo ser economicamente e tecnologicamente viável de se realizar a sua extração. Por exemplo, o ouro ocorre naturalmente na natureza, porém apenas por vezes a sua extração é viável financeiramente.

Minério e mineral

Mineral é um corpo natural solido e cristalino formado pela interação dos processos físico-químicos em ambientes geológicos.

Todas as rochas são compostas por minerais, sejam de vários tipos, ou sejam de apenas um tipo de mineral, e a maioria das rochas não possuem a quantidade e o teor de determinado mineral ou elemento químico para se tornar viável economicamente a sua extração.

Já o minério será aquela determinada rocha ou mineral que possui valor econômico agregado

Minério

Cristal de Quartzo

Minério

Minério de ferro – especularita

Origem dos minérios

Os minérios são formados a partir de concentrações anômalas de determinado elemento ou mineral na natureza. Essa concentração é gerada a partir de diversos processos geológicos, sendo a geologia a ciência que estuda os eventos envolvidos para serem formados os minérios ou depósitos minerais.

Estes eventos podem ter de diversas origens e nem sempre há um consenso sobre como determinado depósito mineral se formou.

Conhecer como foi formado aquele determinado minério é muito importante, pois, a partir disso, o geólogo pode procurar por ambientes que tenham um contexto geológico semelhante e com isso fazer correlações, podendo pesquisar onde naquela outra região também poderia haver mais daquele minério, já que o contexto seria igual.

O trabalho principal realizado para pesquisa por minérios é o mapeamento geológico, onde o geólogo vai percorrer uma determinada área procurando indícios principalmente de rochas e estruturas geológicas que possam favorecer a ocorrência do minério pesquisado.

LEIA MAIS: Confira nosso texto para aprender a como identificar minerais

Tipos de minério

Os minérios podem ser divididos conforme as propriedades dos materiais e a sua utilização. A distinção principal se dá em duas classes amplas que são designadas como metálicos e não metálicos.

Os minérios metálicos são aqueles que contém elementos químicos isolados em compostos, apresentando propriedades especiais como maleabilidade, ductibilidade, condutividade térmica, elétrica, entre outros.

Todas essas características tornam eles aplicáveis a diversas utilizações e estes são utilizados de diversas formas desde os períodos pré-históricos.

Os minérios não metálicos incluem todos os outros, como aqueles utilizados na indústria química, alimentos, fertilizantes, fármacos, cosméticos, indústria de construção civil, entre outros materiais.

Para que serve o minério

O minério é útil para diversas aplicações, principalmente em indústrias e para produzir os mais diversos tipos de materiais. A seguir alguns exemplos de suas utilizações.

Minerais metálicos

  • Alumínio: Possui mais de 4 mil aplicações diferentes, sendo usado em navios, automóveis, aviões, utensílios domésticos e outros. É extraído principalmente da bauxita, mas pode ser obtido por minerais como nefelina, leucita, criolita e alunita.
  • Cobre: É um excelente condutor, usado em fios elétricos, na fabricação de bronze, latão e outros. É extraído principalmente da calcopirita.
  • Ferro: É o mais importante dos metais, extraído principalmente da hematita, porém também de outros minerais. É usado em diversas indústrias e materiais, principalmente após ele ser transformado em aço.
  • Manganês: É empregado em ligas metálicas, tintas, vidros, aço, automóveis e outros. Pode ser obtido por cerca de 15 minerais diferentes, e vem sendo um dos minérios mais pesquisados nos últimos anos.
  • Ouro: Utilizado em moedas, equipamentos eletrônicos, joias e outros materiais. Sua principal forma de extração é como ouro nativo, ocorrendo puro na natureza.
  • Prata: Utilizada como o ouro é diversas joias, moedas, catalisadores e outros materiais. Pode ser extraída de diversos minerais e também pode ser gerado como subproduto na metalurgia de outros metais.

Minérios não metálicos

  • Minerais usados para fabricação de fertilizantes: silvita – fonte de potássio.
  • Minerais usados na construção civil: calcita – fabricação de cimentos e cal para argamassa, gipsita – produção de gesso.
  • Minerais usados como abrasivos: diamante, granada, coríndon.
  • Minerais usados para cerâmica: argila, feldspato.
  • Minerais usados nos aparelhos ópticos e científicos: quartzo, calcita.

Como encontrar minério?

Passo 1: Requerimento de Pesquisa Mineral

Existe um passo a passo antes que você possa fazer a pesquisa de minérios é uma determinada área

O primeiro passo é  ter o requerimento de pesquisa mineral, que deve ser obtido em conjunto com a Agência Nacional de Mineração (ANM).

Após a ANM permitir e você ter esse requerimento, você pode começar a pesquisar minérios naquela determinada área.

Passo 2: Mapeamento Geológico

É extremamente importante nesse momento realizar um mapeamento da área onde você está realizando a extração do minério, pois podem existir outros locais no terreno onde este ocorre.

Principalmente, caso sua forma de ocorrência seja em veios, o minério provavelmente estará associado a falhas e fraturas, que podem ser mapeadas em superfície para melhor compreender a direção de prolongamento daquele veio e consequentemente do minério.

Passo 3: Geofísica

A geofísica é uma ferramenta que possibilita, por meio das diferentes propriedades físicas das rochas e dos minerais, identificar locais onde exista maior probabilidade de ocorrer aquele determinado minério.

É importante ressaltar que a geofísica possui diversos métodos de aplicação, como eletrorresistividade, polarização induzida, magnetometria, gravimetria, entre outros.

Estes podem variar com a geologia em que o minério está inserido e variam também dependendo do minério que está sendo prospectado.

Depende também da forma com que ocorre esse minério, ouro e diamante podem ter métodos geofísicos de investigação diferentes.

Para o ouro e outros minerais diferentes métodos geofísicos também podem ser utilizados dependendo da sua forma de ocorrência.

Principais minérios no Brasil

O Brasil ocupa uma posição de destaque quanto aos recursos minerais encontrados no País, tanto pelo volume quanto pela diversidade dos mesmos.

Vamos dar destaques a alguns dos principais minérios extraídos no Brasil, estes são:

Minério de Ferro

É o mais exportado no país, sendo responsável por 68% das exportações do setor mineral brasileiro no ano de 2019 (IBRAM,2020). Com estes dados, o Brasil foi o 2° maior produtor deste minério nesse período.

Os principais estados produtores do minério de ferro são os estados do Pará, principalmente na região de Carajás e o estado de Minas Gerais, principalmente na região do Quadrilátero Ferrífero.

A hematita é o óxido de ferro mais comumente encontrado. Possui hábito lamelar e intenso brilho metálico, sendo um importante mineral minério de muitas jazidas de ferro, principalmente em formações do tipo BIF e em rochas como o itabirito, que são muito comuns no Quadrilátero Ferrífero.

Já a especularita é uma variedade de hematita com lamelas bem desenvolvidas formando placas muito brilhantes e reflexivas, sendo também bastante extraída.

Minério de Ouro

De acordo com os dados do IBRAM (2020), o ouro foi responsável por 11% das exportações do setor mineral brasileiro no ano de 2019.

Existem cinco regiões principais onde o minério de ouro é extraído, que são: O quadrilátero ferrífero em Minas Gerais, a região dos Carajás, no sul do Pará, Itapicuru e Jacobina na Bahia e Crixás em Goiás.

Existem diversos tipos de depósitos auríferos e estes são classificados em função de diferentes processos geológicos e metalogenéticos que atuaram durante a sua formação, a saber:

  • Depósitos hidrotermais epigenéticos, que são formados associados a soluções salinas aquecidas;
  • Depósitos porfiríticos, que ocorrem próximo de intrusões dioríticas ou graníticas de textura porfirítica;
  • Depósitos metamórficos de contato (escarníticos), formados pela intrusão de rochas plutônicas em calcários impuros;
  • Depósitos de óxidos de ferro-cobre-ouro (IOCG);
  • Depósitos de placer, nos quais os minerais são removidos, transportados e se concentram principalmente a partir das suas propriedades físicas.

Apesar de suas diferentes gêneses, o ouro ocorre em frações muito reduzidas na crosta terrestre, por isso é raro encontrar novos depósitos que possuam grande volume deste minério.

Minério

Manganês

O manganês é o décimo segundo elemento mais abundante na terra e ocorre na natureza como óxido, hidróxido, silicato e carbonatos. Porém, apenas alguns minerais são considerados minerais-minérios.

Seus principais depósitos minerais estão associados ao período geológico denominado de paleoproterozóico, quando houve uma grande disponibilidade de oxigênio no planeta, favorecendo a formação de óxidos de manganês.

Os estados do Pará e Mato Grosso do Sul são responsáveis por 90% da produção de manganês no Brasil. As principais minas são pertencentes à Vale, sendo a mina do Azul, no Pará, a de maior destaque.

Minério

Conclusão

Os minérios são extremamente importantes para a sociedade e para o desenvolvimento humano, principalmente no desenvolvimento de novas tecnologias e siderurgia, mas também para usos básicos, como fertilizantes, construção civil, entre outros.

O geólogo é o profissional responsável por realizar todas as pesquisas e os processos legais para garantir que o empreendedor possa ser bem sucedido caso decida adentrar nesse mercado.

Portanto, é recomendado contratar uma consultoria mineral especializada nessa área, para que o empreendedor possa obter os melhores resultados possíveis nessa área.

Powered by Rock Convert

3 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.