Sondagem na mineração

A sondagem na mineração é um dos procedimentos essenciais para quantificar, qualificar e realizar a modelagem geológica do potencial depósito mineral existente, portanto ela deve ser muito bem planejada e baseada nos dados obtidos nas etapas anteriores do processo de pesquisa mineral.

Os testemunhos de sondagem, que são as amostras de rocha coletadas durante os furos, são a principal fonte de informação de pesquisa direta em subsuperfície de uma provável jazida, pois, a partir deles, é possível saber em qual profundidade ocorre o minério, como ele ocorre em subsuperfície e uma série de outras informações.

Se você quer saber sobre os tipos de sondagem na mineração, algumas boas práticas para a execução das mesmas e porque o planejamento e acompanhamento delas é necessário, leia este conteúdo até o final.


Sondagem na pesquisa mineral

De acordo com Neuss, 2001, as sondagens na pesquisa mineral devem ser planejadas para representar todo o depósito mineral que será estudado e conseguir amostras o máximo possível o material, reduzindo a incerteza no cálculo de recursos e reservas minerais.

Dessa forma, o geólogo deve planjear qual será o espaçamento da sondagem, em qual ângulo ela vai ser utilizada para realizar a perfuração e diversos outros detalhes para que elas possam proporcionar o máximo de informação sobre a distribuição dos teores e a forma de ocorrência no depósito mineral.

Um banco de dados de sondagens na pesquisa mineral deve ser organizado da seguinte forma:

  • Tipo de sondagem;
  • Localização e orientação do furo;
  • Dados do intervalo entre as rochas.

Na parte de dados do intervalo da sondagem, devem estar contidos os seguintes elementos:

  • descrição da rocha;
  • estruturas;
  • grau de alteração;
  • mineralização;
  • dados químicos;
  • densidade aparente;
  • RQD;
  • grau de recuperação;
  • dados de desvio do furo.

Para poder organizar todos estes dados e estimar eles da melhor forma possível, é necessário que um geólogo faça o acompanhamento e a descrição das sondagens na pesquisa mineral, muitas vezes sendo acompanhando também de um técnico em mineração, que vai organizar todas as amostras, caixas de sondagens, auxiliar na descrição e uma série de outros processos.

sondagem na mineração

Tipos de sondagem na mineração

De acordo com Peters, 1978, página 433, as principais sondagens utilizadas na mineração são:

  • Rotativa a diamante;
  • Rotativa e percussiva.

Cada um desses métodos devem ser utilizados de acordo com uma série de características e variáveis distintas.

Sondagem rotativa a diamante

Segundo Peters, 1978, a sondagem rotativa a diamante é a mais flexível de todos os tipos de sondagem existentes, sua principal vantagem está na determinação exata da localização da zona mineralizada e pois, ele é o único método que permite obter o registro geológico completo, podendo serem analisadas as estruturas e texturas da rocha e serem realizados testes geomecânicos posteriores nas amostras.

Este tipo de  sondagem é executado de maneira comoum através de dois métodos, de acordo com as condições geológicas e estratigráficas da região, eles são:

Método convencional de sondagem diamantada

Ele é executado através de uma composição formada por coroa diamantada, calibrador ou luva, barrilete amostrador, haste e outros acessórios. Para que haja a coleta das amostras, é necessário que todo o ferramental do interior do furo seja reitrado, sendo indicado para obter grandes volumes de materiais geológicos.

Método “Wire Line”

O método Wire Line de sondagem diamantada possui uma composição similar e proporciona uma maior produtividade, consistindo na retirada apenas do tubo interno após cada manobra de corte de testemunho, não sendo necessário remover todas as hastes.

A sondagem roto-percussiva é mais rápida e possui um custo menor que a rotativa a diamante, segundo Lacy, 2014 este método pode ser utilizado quando a rocha está seca e é imperméavel.

Este tipo de sondagem em circulação reserva obtém as amostras das rochas perfuradas através do avanço de uma ferramenta cortante especial, sendo ela o button bit ou a broca tricônica, quando as rochas forem macias ou friáveis e caso a rocha seja dura e consistente, se utiliza o martelo pneumático com bit de botão.

É utilizado o ar comprimido como fluido circulante nas hastes de paredes duplas, sendo ele feito pela injeção no espaço anelar entre as hastes, retornando pela camisa interna e  carregando até a superfície fragmentos de rocha, onde eles são recuperados em ciclone e as amostras são obtidas e acondicionadas em sacos plásticos.

Ainda existe também a possibilidade da utilização da sondagem híbrida, que vai utilizar os dois métodos.

Para identificar quais deles você deve usar, o ideal é que você conheça afundo os dois métodos e entenda as principais diferenças entre eles, sendo a profundidade de investigação um dos fatores mais determinantes para a escolha do método.

Sondagem na mineração: Recomendações

Algumas boas práticas para a sondagem na mineração podem ser adotadas, entre elas estão:

Para a sondagem rotativa a diamante

Deve-se verificar sempre a profundidade do furo, tendo cuidado com a sobra da composição antes do término da manobra.

A equipe de sondagem deve sempre registrar o avanço e a recuperação n oboletim diário de sondagem

O material perfurado em forma de cunha deve ser medido diretamente na calha

Deve-se ter cuidado com a limpeza do furo, observando semp pre a profundidade final e evitando que o material contaminado se torne testemunho

Para a sondagem rotopercussiva na mineração:

Devido as suas características, não existe possibilidade de analisar as amostras em laboratórios, dessa forma, devem ser usados métodos auxiliares a sua perfuração.

  • Em elevadas profundidades ela costuma ter problemas operacionais;
  • Deve-se analisar a profundidade limite que ela deve ser utilizada de acordo com a área de estudo.

Acompanhamento de sondagem na mineração.

O acompanhamento de sondagem na mineração deve ser realizado por um geólogo experiente para que dados de coordenadas da boca do furo, orientação do furo, verificação da localização da sondagem e, descrição das amostras e outros sejam obtidos.

Todos eles são extremamente importantes para que se possa fazer o cálculo de recursos minerais e a determinação da tonelagem do minério naquela determinada região.

Países como o Canadá e a Austrália, onde a mineração é bem desenvolvida tem uma cultura de utilização de sondagens para a pesquisa mineral muito maior que o Brasil e, como esse método é o principal para que realize o cálculo de recursos minerais e se conheça o subsolo de uma determinada região, eles possuem muito mais conhecimento acerca da geologia em subsuperfície.

Dessa forma, a sondagem na mineração é extremamente importante para que o Brasil possa desenvolver mais seu potencial mineral e para que mais empresas possam encontrar jazidas e minérios, contudo, é muito importante que antes delas, sejam realizados outros métodos de prospecção mineral, como:

Além destes, existem alguns outros, o método utilizado vai depender bastante do tipo de minério e da forma de ocorrência dele, dessa forma, é importante que sejam realizados estudos anteriores, afinal, por ser um processo custoso, o ideal é que exista o planejamento e acompanhamento de sondagens antes e durante elas serem executadas.

Se você deseja realizar trabalhos de sondagens na mineração de maneira eficiente e quer uma equipe qualificada que realize o planejamento e acompanhamento das mesmas, entre em contato conosco!

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.