Geofísica aplicada a mineração: Entenda seus benefícios

Entenda como a geofísica aplicada a mineração pode reduzir custos, aumentar a assertividade e auxiliar a encontrar possíveis minérios.

A geofísica aplicada a mineração vem sendo a diversos anos uma das principais ferramentas utilizadas por consultorias e empresas, principalmente na fase de pesquisa mineral.

Ela é utilizada pois, consegue aumentar a assertividade na busca pelo minério naquela determinada região e a mineração no Brasil tem crescido em larga escala, tornando cada vez mais um mercado atrativo para investidores que procuram crescimento econômico, pois uma sociedade não vive sem utilizar recursos minerais.

Custos da geofísica na prospecção mineral

A geofísica permite investigar a subsuperfície, ou seja, fazer medições, realizadas a partir de equipamentos modernos, na superfície ou próxima a ela.  Estas medições são calculadas pelas características especificas existentes naquele material. A observação dos dados pode revelar como é que as propriedades físicas do interior da Terra variam vertical e lateralmente.

Como a geofísica aplicada a mineração funciona?

Existem vários métodos geofísicos que são utilizados para prospectar (termo utilizado para dizer que irá procurar, investigar) minério. Entre os mais indicados encontram-se os métodos potenciais, os métodos elétricos e os eletromagnéticos. Tais métodos tem ótimas respostas e podem apresentar, a depender das rochas existentes, diferenças de contrastes muito determinantes. Exemplos desses métodos, são:

Eletromagnéticos: consiste na propagação de campos eletromagnéticos de baixa frequência, quer acima ou abaixo da superfície. Muito usado na exploração mineral, principalmente a magnetometria.

Polarização induzida: possibilita investigar a ocorrência de trocas iônicas que se processam na superfície dos grãos metálicos, utilizada principalmente na exploração de minerais metálicos, como ouro, manganês e cobre.

Eletrorresistividade: o método gera informações sobre camadas na Terra que possuam anomalias na sua condutividade elétrica. Este método é bastante utilizado em estudo de águas subterrâneas e metais;

GPR: Utilizado para identificação de depósitos que estão em profundidades rasas, como depósitos de placers e alguns depósitos de sulfetos.

geofísica aplicada a mineração

Quais os benefícios da geofísica aplicada a mineração?

Aplicar de maneira correta a geofísica na mineração evita o desperdício de tempo e dinheiro, além da geofísica utilizar métodos indiretos, que acabam não degradando o meio ambiente. Sabe-se que o investimento em uma prospecção mineral é alto, pois demanda de um maquinário grande, mão-de-obra especializada, e geralmente se encontra em locais de difícil acesso. Sem contar o tempo que é gasto para explorar a área e saber onde exatamente se encontra e se pode retirar o minério.

A geofísica comumente é feita antes das sondagens, para que estas possam ser mais efetivas na busca do minério, pois, sem a geofísica, o empreendedor pode gastar muito dinheiro “furando” o terreno sem saber antes se aquele seria o local mais indicado ou não.

Com isso, nota-se que a geofísica traz excelentes resultados que auxiliarão o responsável, ou seja, um geofísico ou um geólogo, na decisão de qual estratégia usar para solucionar e aplicar técnicas mais adequadas para o determinado serviço ou estudo.

A Geoscan possui um corpo técnico de excelência e já tem diversos trabalhos realizados com sucesso aplicando a geofísica na mineração.

Alguns deles são:

  • Prospecção de minério de manganês no estado do Ceará;
  • Prospecção de minério de manganês no estado da Bahia;
  • Prospecção de minério de cobre no estado do Pará.

Entre diversos outros, se você quer utilizar geofísica para tentar encontrar minério, contate-nos.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

3 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.