POR QUE USAR GEOFÍSICA?

Se você que já pesquisou algo em relação a explorar seu terreno, possivelmente já ouviu falar sobre geofísica. No texto de hoje veremos o que é e porque ela ajuda tanto na hora de explorar minérios em um terreno.

Mas o que é geofísica?

A Geofísica estuda as diferentes propriedades físicas da Terra (magnetismo, radioatividade, eletricidade, entre outras) para investigar seu interior, tanto em profundidades rasas quanto nas mais profundas.

Os métodos geofísicos são técnicas indiretas de investigação das estruturas de subsuperfície através da aquisição e interpretação de dados provenientes de leituras feitas em determinados equipamentos, caracterizando-se, portanto, como métodos não invasivos ou destrutivos.

A sua aplicação possibilita avaliar as propriedades das rochas e do solo pelo contraste das características físicas dos materiais em subsolo, como por exemplo, condutividade e resistividade elétrica, magnetismo e refração ou reflexão dos materiais. Estas propriedades são provenientes das diferenciações litológicas e da heterogeneidade do meio, sendo naturais ou não.

geólogo com uma bússola mapeando terreno

Quais os métodos mais conhecidos?

Os métodos geofísicos mais conhecidos são: eletrorresistividade, polarização induzida, sísmica, GPR e magnetometria.

ELETRORRESISTIVIDADE – Técnica utilizada principalmente no estudo de interfaces horizontais, onde todo o arranjo de eletrodos é expandido ao redor de um ponto fixo central. Mede a variação vertical e lateral da resistividade elétrica em subsuperfície. Quanto maior a distribuição dos eletrodos, maior a profundidade de investigação. Uma de suas principais técnicas é a tomografia elétrica.

POLARIZAÇÃO INDUZIDA (IP) – É um método bastante eficaz empregado na prospecção de sulfetos metálicos, mesmo onde a mineralização se apresenta com baixos teores (disseminado). O método baseia-se na medição de variações da cargabilidade em função do tempo ou da frequência (domínios do tempo e da frequência e IP espectral).

SÍSMICA – As ondas sísmicas que percorrem o interior da Terra são registradas na superfície por sismógrafos, depois analisadas e interpretadas segundo modelos físicos e geológicos para a obtenção da estrutura existente em subsuperfície. Bastante utilizado para prospecção de petróleo e no caso da sísmica de refração é utilizado o MASW para fundações.

GPR – utiliza ondas eletromagnéticas de alta frequência, entre 10 e 2500 Hz, para investigar estruturas e feições geológicas rasas da subsuperfície ou ainda objetos enterrados.

MAGNETOMETRIA – Os magnetômetros são equipamentos bastante sensíveis que medem na superfície o magnetismo gerado no interior da Terra, fornecendo informações sobre as estruturas geológicas presentes em subsuperfície que possuem propriedades magnéticas.

Por que usar Geofísica no meu terreno?

O emprego de métodos geofísicos e seus resultados tem sido largamente utilizado, quer seja em pesquisas de água subterrânea, para estudos de contaminação de aquíferos ou pesquisa mineral. Na geotecnia, se usa como apoio de grandes obras de engenharia, como por exemplo na resistividade do solo, em barragens, entre outros.

Resultados confiáveis que poupam tempo e dinheiro são mais um dos principais benefícios que a geofísica pode trazer para o seu empreendimento, seja qual for ele. Outras vantagens é que além de ser um método não invasivo, existe uma facilidade com relação a aquisição de dados pela versatilidade do equipamento em campo, podendo investigar grandes áreas em um curto período de tempo.

Quer saber mais sobre geofísica? Continue nos acompanhando no blog e nas redes sociais.

Powered by Rock Convert

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.