economia-mineral

Riscos e oportunidades no setor mineral em 2022

Esse conteúdo sobre riscos e oportunidades do setor mineral em 2022 é um resumo do relatório realizado pela Ernest Young (EY), que desenvolve um estudo global há 14 anos sobre esse tema. Esse estudo foi feito a partir de entrevistas dos executivos do setor e no conteúdo do nosso blog, vamos compilar os principais pontos que foram abordados, se quiser saber quais são eles, leia até o final!

Principais riscos e oportunidades para 2022 da mineração

Segundo o estudo, os três aspectos apontados como principais riscos e oportunidades para o setor mineral em 2022 são:

  • ESG;
  • descarbonização;
  • licença para operar.

Todos eles são desafios que estão interligados e devem ser trabalhados em conjuntos pelas organização, dentro de ESG, o impacto nas comunidades das mineradoras e´a principal pauta, dessa forma, toda a operação deve ser impulsionadora do planeamento local, sendo este realizado em diálogo com a sociedade.

Além disso, devido as recentes rompimentos com barragens, o segundo tema mais preocupante na área de ESG está relacionado a Biodiversidade e o desafio da mineração em relação ao meio ambiente. O tema da descarbonização é visto como uma grande vantagem competitiva para o Brasil, devido a matriz energética ser bastante limpa, dessa forma, as mineradoras devem desenvolver suas fontes renováveis cada vez mais. Os outros 7 riscos e oportunidades classificados entre os top 10 são:

  • Geopolítica;
  • Capital;
  • Demanda incerta;
  • Inovação e digital;
  • Força de trabalho;
  • Novos modelos de negócio;
  • Produtividade e custos.

Oportunidades na mineração

Ainda dentro das oportunidades na mineração em 2022, vale ressaltar que apenas 3% do território está devidamente mapeado, devendo o país investir em mapeamento para conhecer seu verdadeiro potencial geológico.

Em relação a atividade governamental nesse setor, o impacto de royalties e impostos, precificação de carbono e políticas de atração de investimentos estão entre as principais pautas que podem acontecer no ano, segundos os executivos.

Além disso, o Brasil tem reserva grandes de outros minérios que atualmente não são tão explorados, como bauxita, fosfato, manganês e pode atender uma demanda crescente de lítio, cobre, grafita e titânio, que abastecem várias indústrias.

economia-mineral
economia-mineral

Próximos passos para a mineração no Brasil

Segundo o relatório, está claro que, para se manter relevante a nível global, o país deve:

  • investir na pesquisa de seu subsolo;
  • mapear com mais precisão suas reservas minerais; focar em segurança e sustentabilidade;
  • melhorar a malha logística;
  • qualificar a força de trabalho.

Segundo o IBRAM, a mineração deve investir 40 bilhões de dólares nesses pontos em até 2026. Mas, além deles, é preciso entender as transformações sociais e os riscos e oportunidades associados a elas.

A mina do futuro

Está claro que o ESG é uma agenda prioritária e deve ser incorporado ao core busines de todas as mineradoras, mas que é um grande desafio, pois, é necessário melhorar o retorno dos acionistas em paralelo a garantir segurança e sustentabilidade, dessa forma, as mineradoras devem ter estratégias para aumentar a produtividade e rentabilidade e gerir seus riscos.

Com a transição energética, existe um grande impacto na demanda de minerais para baterias, armazenar energia, veículos elétricos, fontes renováveis e isso muda a demanda e oferta no setor de mineração. Além disso, novos modelos de negócio, como a exploração da cadeia do hidrogênio e parcerias estabelecidas com o setor de automóveis garantem a diversificação de receitas.

Vale ressaltar também a digitalização de ativos e o avanço da tecnologia autônoma, gerando mais valor e trazendo eficiência para as operações minerais. Se quiser ler mais conteúdos similares, acesse nosso blog!

Fonte do relatório completo: https://www.ey.com/pt_br/mining-metals/riscos-e-oportunidades-em-mineracao-e-metais-no-brasil-2022

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.