Skip to main content
Pipe locator para localização de interferências subterrâneas.
26/01/2023
• Atualizado em 12/03/2024
4 minutos para ler

Pipe locator para localização de interferências subterrâneas.

O pipe locator é o módulo receptor de um dos métodos geofísicos utilizados para a localização de interferências subterrâneas. Geralmente este método é o Pipeline Current Mapper (PCM), que é utilizado na investigação da subsuperfíciie usando conceitos elétricos e eletromagnéticos.

Através deles e da Lei de Biot-Savart, a condução da corrente elétrica vai produzir um campo magnético em torno de um corpo condutor, que pode ser um duto metálico e com isso ele é possível de ser identificado em tempo real, durante a execução do levantamento.

Pipe locator e o método PCM

Este método tem duas maneiras principais de ser executado, sendo a primeira o modo de localização para determinar o posicionamento e a profundidade dos tubos e dutos e o segundo o modo A-Frame para diagnósticar todo o sistema de proteção catódica.

O módulo receptor que é o pipelocator vai localizar o sinal característico, podendo ser emitido a uma distância de até 30km e a direção do sinal, definindo sua posição e a profundidade da tubulação.

O equipamento PMC tem um módulo transmissor que aplica uma corrente elétrica de baixa frequência na Estação de Proteção Catódica (EPC) do duto que vai ser investigado, o módulo que vai receber o sinal faz a captação do campo propagado por este tubo.

Dessa forma, o equipamento possui um receptor localizador de dutos (pipe locator), um sensor magnético e um transmissor de corrente elétria de alta potência. O método PCM possui os seguintes benefícios:

  • Localiza a tubulação que se deseja inspecionar até uma profundidade de 10 m;
  • traz a possibilidade de proteção em qualquer ponto da tubulação;
  • permite a utilização em qualquer tipo de pavimento;
  • é de longo alcance (até 30 km);
  • independente da qualidade e do tipo de revestimento;
  • localiza falhas de revestimento e contatos com outras estruturas;
  • permite armazenar as coordenadas com GPS (opcional);
  • permite elaborar relatório digital.
Pipe locator para localização de interferências subterrâneas.
Imagem ilustrativa

Pipe locator e GPR (radar de penetração do solo)

O método do radar de penetração do solo (georadar) é complementar ao PCM e eles podem ser utilizados de maneira conjunta para uma pesquisa mais integrada. Ao mesmo tempo, nada impede de utilizar só um desses métodos, por isso, cabe uma equipe geofísica experiente decidir qual vale mais a pena ou se devem ser executados os dois.

Dessa forma, o PCM serve como uma referência aos resultados obtidos com o radar de penetração do solo para a identificação e localização de interferências subterrênas, sendo bastante solicitado por engenheiros em trabalhos geotécnicos.

Geralmente na execução deste tipo de método em conjunto do GPR, ele é realizado da mesma maneira do perfil das linhas que foram executadas com o GPR, adicionando também um perfil em cada margem. Se você estiver precisando executar esse serviço, entre em contato conosco!

Este conteúdo foi extraído do seguinte TCC, utilizando ele como base e referência: https://silo.tips/download/localizaao-de-dutos-enterrados-com-gpr-empregando-afastamentos-fonte-receptor-co

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados
Sísmica de refração: entenda o que é e suas principais aplicações.

Sísmica de refração: entenda o que é e suas principais aplicações.

Geofísica Aplicada à Prospecção e Pesquisa Mineral

Geofísica Aplicada à Prospecção e Pesquisa Mineral

Georadar: entenda o que é e como funciona

Georadar: entenda o que é e como funciona

Métodos geofísicos aplicados a energia renovável: conheça mais sobre

Métodos geofísicos aplicados a energia renovável: conheça mais sobre