O que é a guia de utilização?

O que é a
Guia de utilização?

Confira no texto o que a guia de utilização é e suas funções.

Caso você tenha um contato, nem que seja mínimo com o setor minerário, você já deve ter escutado falar sobre a guia de utilização. Mas o que realmente é? Por que ela é tão falada no mercado de exploração mineral? No artigo de hoje iremos tratar dessas dúvidas entre outras sobre a GUIA DE UTILIZAÇÃO exigida pelos órgãos do governo responsáveis por esse setor.

O que é?

A Guia de Utilização (popularmente conhecida como GU) é um documento expedido pela ANM, alicerçado em critérios técnicos, que permite, em caráter excepcional, a extração de substâncias minerais em área titulada, antes da outorga da portaria de lavra.

geólogos e engenheiros de minas em uma mineradora analisando para fazer a guia de utilização

Qual o objetivo da Guia de utilização?

Os principais objetivos da guia de utilização são:

I – Aferição da viabilidade técnico-econômica da lavra de substâncias minerais no mercado nacional e/ou internacional;

II – A extração de substâncias minerais para análise e ensaios industriais antes da outorga da concessão de lavra; e

III – A comercialização de substâncias minerais, a critério da ANM, de acordo com as políticas públicas, antes da outorga de concessão de lavra.

Existe prazo para a guia de utilização?

A vigência da guia era limitada a um ano ou ao exaurimento de determinado volume, dependendo da substância explorada, tendo a possibilidade de ser renovada.

Com o Decreto 9.406/2018 a autorização será emitida uma vez, pelo prazo de um a três anos, podendo ocorrer uma prorrogação por até igual período, de acordo as particularidades da substância mineral, nos termos de Resolução da ANM.

Com isso pretende-se evitar interrupções imprevistas da atividade minerária e por conseguintes danos irreparáveis ao minerador e na própria jazida.

Na tabela abaixo consta as substâncias minerais e suas máximas quantidades, sendo uma tabela exemplificativa, podendo outras substâncias serem contempladas a critério do Diretor Geral da ANM e as quantidades máximas também podem ser aumentadas quando da emissão de novas guias de utilização, desde que se comprove a necessidade de incremento da produção para atendimento do mercado.

Vale salientar que apesar da aquisição mais rápida da Guia de utilização, todas as outras normativas preconizadas para a mineração precisam ser devidamente consideradas e respeitadas. Ou seja, o aproveitamento de qualquer bem mineral através de GU, não traz consigo favorecimento de projetos técnicos necessários ao aproveitamento técnico/ambiental e econômico, uma vez a busca constante de um desenvolvimento sustentável precisa ser levada em conta.

Com isso, a finalidade da criação do novo Decreto foi para dar mais segurança jurídica para o setor da mineração, pois refere-se à atividade regulamentada por muitas leis, portarias e decretos, o acarreta muitas vezes em dúvidas e insegurança ao minerador e os demais envolvidos na atividade minerária.

Tabela de substâncias minerais relacionados a guia de utilização
Tabela de substâncias minerais da guia de utilização
Tabela de substâncias minerais de diferentes guias de utilização

Para saber mais sobre a guia de utilização e outros assuntos, acompanhe o nosso blog e redes sociais!

Conte conosco
na área de mineração.

CONTATO

Powered by Rock Convert

2 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.