Jazida de Ouro: conheça as principais do mundo e do Brasil.

Com os últimos preços elevados do ouro e o aumento da dívida dos bancos centrais em todo mundo devido ao covid-19 e aos programas governamentais recentes, a procura por esse mineral precioso está cada vez mais em alta, tanto no Brasil, quanto no mundo.

Isso é respaldado pelo investimento de várias mineradoras, tanto juniores quanto grande players na pesquisa e no desenvolvimento de novas jazidas de ouro em todo mundo, já que esse minério tem uma demanda muito alta e é raro de ser encontrado.

Ao longo deste conteúdo vamos falar sobre os diferentes depósitos em que as jazidas de ouro podem ser encontradas e sobre as principais minas de ouro do Brasil e do Mundo, confira!


Jazida de Ouro

As jazidas de ouro podem ser subdivididas em seis tipos de depósitos de ouro principais (e.g., Robert et al. 2007), representados de forma esquemática na imagem abaixo (e.g., Hough & Butt 2009; Ridley 2013; Goldfarb & Groves 2015).

formas-de-ocorrencia-de-ouro
Fonte: Reproduzido de Goldfarb & Groves 2015

Além disso, os depósitos de ouro encontrados até o momento podem ser subdivididos de acordo com a sua idade no tempo geológico a partir da imagem abaixo:

depositos-de-ouro-de-acordo-com-o-tempo-geologico
Fonte: reproduzido e modificado de Groves et al. 2005

Os seis principais tipos de jazida de ouro encontradas são:

1) Jazida de ouro associadas a ambientes vulcano-sedimentares do tipo greenstone belt

Os principais exemplos deste tipo de depósito estão na Austrália, e no Canadá.  Já no Brasil, os mais conhecido são o grupo Rio Das Velhas, no Quadrilátero Ferrífero, do greenstone belt do Rio Itapicuru, na Bahia e o de Crixas em Goiás. Além disso, também se fazem presentes o Grupo Itacaiúnas, na província mineral de Carajás, no Pará, o Grupo Vila Nova.

Diversos outros ambientes do tipo greenstone belt tem potencial para jazida de ouro, como, a Faixa Gurupi no Maranhão, Cumaru Andorinhas, inaja e Bacajá, no Pará, Pitinga próxima ao Amapá, Parima em Roraima, Goias Velho em Goiás , Pitangui e Riacho dos Machados no Quadrilátero Ferrífero e Dianópolis em Tocantins.

2) Depósitos metaconglomerados do Paleoproterozóico

É um depósito clássico e se encontra associado a urânio e pirita em Witwatersrand na África do Sul, responsável por 1/3 da produção de ouro no mundo. 

No Brasil, este tipo de jazida de ouro ocorre na região de Jacobina, e no Quadrilátero Ferrífero.

3) Depósitos Associados a Itabiritos

Ocorrem associados às formações ferríferas do Supergrupo Minas, no Quadrilátero Ferrífero, onde muitas vezes o ouro é extraído como subproduto do minério de ferro, em geral são jazidas de pequena tonelagem.

4) Jazida de ouro associadas a Sequências Metassedimentares de várias naturezas

No Brasil, estão presentes em Minas Gerais, em Paracatu, na região do rio Guaporé, no Mato Grosso do Sul, na região de Caraás, os depósitos de Águas Claras e o de Serra Pelada, que estão encaixados em rochas sedimentares.

Além disso, existem depósitos associados à sequências turbidíticas em Cuiabá, Mato Grosso e em Brusque, Rio Grande do Sul. O depósito de cobre de Camaquã, no Rio Grande do Sul, também é produtor de ouro como subproduto, embora em quantidade muito pequena.

5) Jazidas de Ouro associadas a intrusões graníticas e vulcânicas ácidas

A principal área onde foi identificado esse depósito, se encontra na província mineral de Tapajós e na região de Peixoto de Azevedo, no Mato Grosso. Essas duas regiões tem por característica possuírem ouro aluvionar em garimpos, contudo uma série de depósitos primários estão sendo identificados em associação a rochas graníticas intrusivas.

Nesta região, eles ocorrem comumente em stockworks ou veios de quartzo, algumas ocorrências são conhecidas nas regiões de Lavras do Sul (RS), Itajai (SC) e Crasto (PR)

6) Depósitos Aluvionares

São as mais númerosas no Brasil, e estão presentes principalmente na Amazônia, no Mato Grosso, no Pará e em Minas Gerais. Sendo ele encontrado de forma secundária.

Nos últimos anos, as principais regiões do Brasil produtoras de ouro foram o Quadrilátero Ferrífero, em Minas Gerais, Carajás no Pará, Itapicuru e Jacobina na Bahia e Crixás em Goiás. Contudo, uma região de grande destaque no momento atual é o estado de Mato Grosso, principalmente na região da Província Aurífera de Alta Floresta, onde diversas mineradoras estão pesquisando e prospectando esse minério.


Produção de ouro no Brasil

Segundo os dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), no terceiro trimestre de 2020, o ouro foi o minério que ficou em segundo lugar no quesito faturamento no Brasil, com cerca de 6.567,60 milhões de reais, compondo 13% do faturamento do setor mineral no período.

De uma maneira geral, três estados concentram o investimento no setor mineral, eles são o Pará, com 23% a Bahia, com 28% e Minas Gerais com 33%, sendo os três importantes produtores de ouro no Brasil.

Além disso, o minério de ouro foi o segundo em relação a exportação, perdendo apenas para o Ferro durante esse período e durante o ano de 2019. Cabe ressaltar que existem diversas teses macroeconômicas que avaliam uma tendência de alta no preço desse minério nos próximos anos.


As dez maiores minas de ouro no mundo

As 10 maiores minas de ouro no mundo estão localizadas em diferentes países e elas são:

  1. South Deep gold mine, South Africa
  2. Grasberg gold mine, Indonesia
  3. Olimpiada gold mine, Russia
  4. Lihir gold mine, Papua New Guinea
  5. Norte Abierto gold mine, Chile
  6. Carlin Trend gold mine, USA
  7. Boddington gold mine, Western Australia
  8. Mponeng gold mine, South Africa
  9. Pueblo Viejo gold mine, Dominican Republic
  10. Cortez gold mine, USA

Como visto, duas estão presentes na África do Sul e duas estão presentes nos Estados Unidos, o resto compõe outros países ao redor do globo. Juntas elas possuem cerca de 192,28 milhões de onças de ouro como reserva estimada. 

De acordo com o Serviço Geológico Americano, existem cerca de 50 mil toneladas como “estoque” de ouro em todo mundo e as jazidas de ouro estão cada vez mais difíceis de serem encontradas.


Principais países produtores de Ouro

Atualmente, a China é o país com maior produção de ouro do mundo e reúne 11% do total global, segundo dados de 2019 da World Gold Council e da Metals Focus.

  1. China: 383,2 toneladas 
  2. Rússia: 329,5 toneladas 
  3. Austrália: 325,1 toneladas 
  4. EUA: 200,2 toneladas 
  5. Canadá: 182,9 toneladas 
  6. Peru: 143,3 toneladas 
  7. Gana: 142,4 toneladas 
  8. Africa do Sul: 118,2 toneladas 
  9. México: 111,4 toneladas 
  10. Brasil: 106,9 toneladas

Um dos principais problemas para o Brasil é que o país não possui um mapeamento e diversos outros tipos de estudos geológicos tão avançados quanto países como EUA, Canadá e Austrália, dessa forma, ele não possui conhecimento sobre possíveis reservas que podem existir e, com isso, tem um grande potencial de ser um dos maiores produtos de ouro do mundo, principalmente devido a diversidade de ambientes geológicos encontrados.

Portanto, a realização de mais trabalhos de pesquisa mineral e de prospecção mineral são essenciais para que novas descobertas sejam realizadas, além disso, o maior interesse da sociedade pela mineração e uma série de medidas para estímulo dela no país devem acontecer para que tudo isso se torne realidade.

Este é um processo longo, contudo, pode ser um grande incremento para a economia e para o produto interno bruto (PIB) do país.

Se você tem interesse em investir em mineração e quer saber mais sobre quais os tipos de trabalhos que devem ser realizados para se encontrar uma jazida de ouro, entre em contato conosco.

Powered by Rock Convert

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.