Gossan: depósitos também chamados de chapéu de ferro.

O depósito de gossan ou, chapéu de ferro é comumente chamado pelos geólogos para caracterizar as porções mais superficiais de um depósito de minério que contém sulfetos, principalmente aqueles que possuem ferro em sua composição.

Se você quer saber mais sobre esse tipo de depósito mineral, leia este conteúdo até o final!

O que significa gossan?

A palavra gossan, significa sangue em um dialeto celta e se referencia à cor da ferrugem que resulta da oxidação dos sulfetos comentados anteriormente. Segundo Lapidus, 1987, ele consiste basicamente de óxidos de ferro hidratados em que o enxofre e outros elementos foram “lavados” por águas percolantes.

Como se forma o gossan?

Os depósitos maciços de sulfeto geralmente possuem grandes quantidades de sulfetos de ferro e carbonatos, que ao oxidarem vão produzir um ambiente ácido no lençol freático acima do solo e induzir a formação do gossan.

Dessa forma, os minerais que compõe o gossan geralmente são formados a partir da decomposição de sulfetos com formação de ácido sulfúrico, o ácido acelera a decomposição dos minerais qe vai lixiviar parcialmente ou totalmente os elementos solúveis.

Portanto, em alguns casos podem sobrar somente óxidos de ferro e quartzo e todos os outros materiais podem ter sido lixiviados. Geralmente, os principais minerais encontrados são a goethita e a hematita.

Textura e aspectos

Em geral, um gossan é poroso e pulverulento e comumente pode estar associado a zonas que possuem um relevo mais elevado, devido a sua resistência, já que ele é formado basicamente por óxidos de ferro e quartzo.

Por que ocorrências de gossan são importantes?

Ocorrências de gossan são importante, porque elas indicam uma boa probabilidade de existir minério (sulfeto) em profundidade. Além disso, neles podem ser encontrados moldes limoníticos (boxworks) de sulfetos e outros minerais solúveis em suas formas externas que podem indicar a indicação de antigas clivagens e fraturas.

A partir da visualização de gossans, foram encontradas grandes jazidas de níquels ulfetado na Austrália.

Estudos geoquímicos

Alguns estudos geoquímicos foram utilizados com sucesso na exploração de Molibidênio, Níquel e Cobre em um depósito na Indía, a figura abaixo mostra o perfil de alteração e enriquecimento completo para formar o que chamamos de gossan característico.

Seu perfil pode ser descrito da seguinte forma:

gossan
  • Uma capa fina oxidada (gossan), representado por limonita com manchas de malaquita, azurita e cobre nativo.
  • Uma zona de enriquecimento de sulfeto secundário nas partes central e partes sul do corpo de minério com predominância de covelita, bornita, calcocita e calcopirita, sendo o horizonte mais rico em cobre do depósito.
  • Os graus de enriquecimento secundário em corpo de minério primário com diminuição gradual em minerais secundários com predominância de calcopirita e pirita.

Se você quer saber mais sobre este e outros tipos de depósitos minerais, principalmente na parte relacionada a prospecção mineral, continue lendo outros textos do nosso blog. Já se você quiser contratar uma equipe de geólogos especializada na pesquisa de minérios, entre em contato conosco!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.