estratigrafia discordância paralela

Estratigrafia: entenda o que é

A estratigrafia é uma das áreas da geologia que tem o objetivo de estudar, descrever e classificar as diferentes camadas de rocha, que são conhecidas como estratos, além de correlacionar elas no tempo e no espaço. Nicolau Steno é considerado o pai da estratigrafia, pois ele desenvolveu três princípios básicos que são utilizados até hoje. Para saber sobre os principios e entender mais sobre essa ciência, leia este conteúdo até o final.

Princípios da estratigrafia

Os três principios da estratigrafia ou também chamado de princípios ou leis de Steno são:

  1. Princípio da Horizontalidade original: o principio da horizontalidade original se baseia em que os sedimentos se depositam originalmente em camadas horizontais, portanto, se houver algum tipo de alteração na forma da deposição, como dobras ou inclinações, elas foram deformadas, por tectonismo após sua deposição.
  2. Princípio da superposição: o princípio da superposição fala que em uma sequência de camadas rochosas, a mas antiga ocorre abaixo da mais nova, pois foi depositada primeiro e posteriormente houve a deposição da mais nova.
  3. Principio da continuidade lateral: este princípio fala que as camadas sedimentares são horizontalmente contínuas, se estendendo até suas margens e afinando-se lateralmente.

Interrupções na sedimentação

Devido há alguns eventos geológicos, podem ocorrer interrupções na sedimentação, ou seja, podem existir intervalos de tempo que não foram registrado em determinadas camadas geológicas. Para classificar estes intervalos de tempo, existem nomes específicos, que são:

  1. Discordância: que é a descontinuidade no registro sedimentar devido à erosão ou não deposição
  2. Hiato: intervalo de tempo sem deposição no registro estratigráfico

Classificação das discordâncias

As discordâncias podem ser classificadas de diversas maneiras, entre elas estão:

  1. Discordância paralela ou desconformidade
    Representa uma falta importante no registro estratigráfico onde não ocorre sinal de erosão no contato entre as camadas. Já uma falta mínima no registro é chamado de diastema.
  2. Discordância erosiva
    Acontece quando ocorre uma superfície irregular caracterizada por um contato erosivo separando duas sequências paralelas entre os estratos.
  3. Discordância angular
    Ocorre quando a camada superior está sobrepondo uma camada inferior que foi basculada ou dobrado por processos tectônicos e depois sofreu erosão.
  4. Discordância litológica ou não conformidade
    Ocorre quando a camada sedimentar está assentada em um contato erosivo direto com rochas ígneas ou metamórficas.
Exemplo de discordância paralela ou desconformidade conforme a estratigrafia. Fonte: https://userscontent2.emaze.com/images

As divisões da estratigrafia

A estratigrafia pode ser dividida de diferentes formas de acordo com o objetivo do estudo, elas são:

  • Litoestratigrafia: se baseia na litologia sem necessariamente levar em consideração o tempo de deposição ou formação.
  • Bioestratigrafia: estuda os fósseis presentes nas camadas de rocha e a sua correlação espacial
  • Cronoestratigrafia: estuda a idade relativa das camadas rochosas
  • Aloestratigrafia: estuda os diferentes estratos que podem ser definidos e identificados a partir das descontinuidades que limitam eles.
  • Estratigrafia de sequência: correlaciona depósitos sedimentares entre discordâncias numa variedade de escala e explica as unidades estratigráficas segundo as variações do nível do mar.
  • Magnetoestratigrafia: tem o objetivo de determinar a polaridade do campo magnético terrestre no momento em que a camada foi depositada.

Para saber mais sobre esses e outros assunto, continue lendo os conteúdos do nosso blog.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.